jusbrasil.com.br
21 de Junho de 2021
    Adicione tópicos

    11 dicas de como minimizar riscos após o vazamento de dados pessoais que expôs mais de 200 milhões de brasileiros

    Juridieduc Conteúdo Jurídico , Advogado
    há 5 meses

    Recentemente, a empresa especializada em segurança digital da startup Psafe apontou uma falha na segurança de dados pessoais de mais de 200 milhões de brasileiros, que resultou no vazamento de CPFs, dados cadastrais, informações fiscais, econômicas, previdenciárias, incluindo score de crédito e até mesmo perfis em redes sociais com fotos pessoais.

    O risco desses dados serem comercializados na chamada “deep web” é irremediável, razão pela qual espera-se um aumento das fraudes e golpes praticados recorrendo à falsidade ideológica, sobretudo no ambiente digital. Diante disso, é a Autoridade Nacional de Proteção de Dados (órgão fiscalizador de temas ligados à LGPD), o Procon, a Secretaria Nacional do Consumidor e ao Ministério Público que possuem o dever de investigar esses vazamentos, e punir os responsáveis.

    Com a grande insegurança de dados que vivemos, é crucial que a população brasileira fortaleça os sistemas de segurança que utiliza na tentativa de prevenir fraudes futuras. Nós, do JuridiEduc, apresentamos algumas medidas de segurança absolutamente relevantes nesse momento, uma vez que o vazamento de dados pessoais já se concretizou.

    Importante salientar que, muitos estão mencionando um site chamado “fui vazado”, que alega indicar se o seu CPF está numa base de banco de dados vazados, mas como não se tem garantia que não existam outras compilados com o uso de informações pessoais pela internet afora, seja na rede aberta, na dark web ou deep web, o melhor a se fazer é não utilizar esse tipo de ferramenta.

    11 Dicas para minimizar os riscos após o vazamento de dados pessoais que expôs mais de 200 milhões de brasileiros

    1) Troque suas senhas de e-mail, banco, redes sociais, etc., e opte por combinações mais complexas;

    2) Habilite o método de verificação em duas etapas nos aplicativos e sites que você utiliza, principalmente nos bancários e de e-mail;

    3) Não abra links ou baixe arquivos anexos de remetentes ou assuntos desconhecidos. Redobre sua atenção em relação as mensagens recebidas;

    4) Não informe dados pessoais em ligações de empresas de telemarketing ou vendas. Caso se interesse pelo produto ou serviço ofertado, exija o protocolo da ligação e depois retorne o contato com a empresa por meio de seu número oficial, informando o protocolo para retomada do atendimento;

    5) Ative suas notificações via SMS relacionadas ao seus cartões para acompanhar suas transações, evitando eventual compra indevida que possa ter sido ocasionada por uma clonagem de cartão;

    6) Não forneça a terceiros suas senhas ou outros dados de acesso em sites ou aplicativos;

    7) Utilize sempre navegadores, softwares e antivírus atualizados;

    8) Para evitar saques indevidos de FGTS, lembre-se que a Caixa Econômica Federal jamais pedirá sua senha e assinatura eletrônica numa mesma página, sendo a assinatura digitada somente por meio da imagem do teclado virtual, além disso a instituição financeira também não envia SMS com links e só envia e-mails se você tiver expressamente autorizado;

    9) Fique atento com suas movimentações bancárias e com eventuais compras indevidas que possam ocorrer em seu nome;

    10) Caso verifique que seus dados foram vazados e estão sendo utilizados de forma indevida, faça um boletim de ocorrência online a fim de registrar o ocorrido, assim, caso necessário, você pode comprovar que não foi o autor de uma eventual situação forjada ou ilegal;

    11) Busque fortalecer a privacidade dos seus dados pessoais e também dos seus negócios, investindo na adoção de medidas de segurança como as mencionadas anteriormente, e também por meio de programas ou aplicativos que ofereçam serviços de criação de códigos novos protegidos por senhas criptografadas.

    Por Gabriela Silvestre Lima Pim

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)